Buscar

O primeiro júri simulado do ano trouxe à tona o papel do estado na economia

Associados debatem sobre o tamanho do estado: de um lado a possibilidade de existirem serviços públicos de qualidade mas com altos imposto, e do outro, menos serviços públicos ofertados e baixa carga tributária


Nesta segunda-feira, 11, os associados do Instituto tiveram a oportunidade de debater e analisar suas perspectivas sobre o tamanho e essencialidade do Estado em uma economia. O primeiro júri simulado do ano trouxe como tema central a afirmação “Não importa se um serviço é oferecido pela iniciativa pública ou privada se for oferecido com mesma eficiência e qualidade”.

Mediados pelo associado III, Fabio Botacin, os apresentadores foram divididos em dois grupos, um sendo a favor a afirmação e outro contra. Botacin afirmou ao abrir o evento que, a princípio o efeito para a sociedade é semelhante independente de o serviço ser ofertado pela instância pública ou privada, desde que com a mesma qualidade. Contudo, completou dizendo que é necessário observar as consequências desse efeito, a exemplo da experiência diária da população com os serviços do poder público no Brasil.

Diante do proposto, as equipes elaboraram suas defesas e argumentações. O grupo a favor sustentou que quando um serviço é oferecido com parâmetros idênticos de qualidade e eficiência, quem o oferece se torna irrelevante ao consumidor – nesse sentido, esse terá a mesma utilidade em ambos os casos. Ao passo que, o grupo contra a afirmação reiterou aquilo que não é visto diretamente nos países onde essa prática funciona: alta carga tributária imposta para sociedade, receitas garantidas ainda que o serviço não seja satisfatório e a impossibilidade do consumidor se desfazer de determinado serviço.

Sobre o Júri Simulado

Consiste na realização de um debate sobre um tema atual, mediante a dinâmica de constituição de bancas de acusação e de defesa. Essa atividade tem como propósito central a discussão, capacidade de argumentação e a análise de temas cotidianos sob diferentes perspectivas.

0 visualização