Buscar
  • Líderes

IVA ou IMF: qual das duas modalidades garante maior liberdade e progresso para uma nação?


Em Júri Simulado, associados debateram sobre os dois impostos sob a ótica dos valores difundidos no Líderes



Nesta segunda-feira (18), no Sicoob Central, os associados do Instituto tiveram a oportunidade de analisar suas perspectivas sobre os tributos. Os participantes construíram um debate que os levou a refletir sobre quais os benefícios e malefícios tem a adoção de cada um deles - o IVA (Imposto sobre Valor Agregado) que visa fundir os impostos sobre consumo e o IMF (Imposto sobre Movimentações Financeiras), cujo objeto é tributar toda e qualquer movimentação financeira.


Um dos grupos, formado pelos associados Mário Miranda e Nádia Medici, argumentou sobre o IVA, afirmando que este modelo traz maior transparência e previsibilidade, facilita o processo de tributação e é menos burocrático. Enquanto ao outro grupo, representado por Ilson Bozi e Rachel Carminati, coube a defesa do IMF, que apontaram a capacidade de arrecadação equidade e transparência do mesmo.


Entre eles, o líder do evento, Marcelo Otávio Mendonça, que abriu o júri simulado contextualizando os associados sobre o tema. Mendonça afirmou que os impostos não são excludentes, e que “dentre os principais pontos de discussão de reformas para 2020 está a reforma tributária que visa, entre outras coisas, diminuir o custo tributário”, o que é o objetivo de ambos os tributos.



Sobre o Júri Simulado


Consistem na realização de debate sobre um tema polêmico e atual, mediante a dinâmica de constituição de bancas de acusação e de defesa. Essa atividade tem como propósito central a discussão e a análise de temas cotidianos sob diferentes perspectivas.

0 visualização