top of page
  • Líderes

Como a Noruega se Tornou Referência em Meio Ambiente

Artigo de Opinião - Por Leonard Batista, Associado III do Instituto Líderes do Amanhã


Em muitas pesquisas sobre meio ambiente, é possível observar uma série de matérias exaltando a Noruega como uma referência no assunto. Junto a essas reportagens, é possível verificar as iniciativas que a nação realizou (e pretende realizar no futuro) para alcançar o posto de líder neste quesito.


Desde que foi criado em 2017, o “The Good Country Index” (O Índice do Bom País, em tradução livre) teve a Noruega líder do ranking de clima por 2 anos consecutivos, o que demonstra o reconhecimento da nação como um exemplo a ser perseguido. Neste sentido, o presente artigo busca debater como o país nórdico alcançou tais resultados.


1. Pegada Ecológica – De acordo com a organização não governamental WWF, a Noruega ocupa a 17ª posição nesse quesito, que possui Emirados Árabes e Catar (grandes produtores de petróleo) como líderes. Como destaques neste item está o projeto de “cidade do futuro” com poluição zero.


2. Compliance em Acordos Multilaterais – A Noruega é reconhecida pela ONU como um dos países mais transparentes no que se refere ao cumprimento dos acordos multilaterais sobre produtos químicos perigosos e resíduos industriais. Aqui mostra um real compromisso da nação nórdica que, mesmo já sendo referência no quesito ambiental, se mostra engajada em continuar a jornada.


3. Exportação de Pesticidas Perigosos – De acordo com o “The Good Country Index”, este é o único quesito na qual o país nórdico “perde” pontos. O país possui produção de pesticidas, sendo o Brasil um de seus principais clientes.


4. Uso de Energia Renovável – Em 2020 a energia hidrelétrica se tornou a maior fonte do país com 33 megawatts de representatividade, se tornando a 7ª maior nação do mundo neste parâmetro, com mais de 350 projetos comissionados desde 2003. A 2ª maior fonte é a eólica, com cerca de 4000 megawatts. Ao contrário do que acontece no Brasil, onde temos uma espécie de monopólio da Eletrobras, o mercado de energia renovável da Noruega é fragmentado. Alguns dos principais players do mercado incluem Norsk Hydro ASA, Agder Energi AS, Siemens Gamesa Renewable Energy SA, Equinor ASA e Berkshire Hathaway Energy Co.


5. Ozônio – De acordo com o UNEP (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) a Noruega é um dos países que menos consome substâncias agressoras da camada de ozônio, e por isso é considerada um dos Benchmarks do assunto.


De maneira geral, os cinco itens apresentados são aqueles julgados pelo “The Good Country Index” na formulação do índice. Apesar de bem questionáveis, é possível avaliar de forma crítica os resultados e formular uma possível direção para o Brasil. Comparar países em situações econômicas diferentes, e principalmente com histórias de uso dos recursos naturais distintas, sempre será um desafio.


Leonard Batista, Associado III.

7 visualizações0 comentário
bottom of page