Buscar

Associados participam de estudo do filme “A Onda”

Através de uma simulação, os apresentadores do estudo mostraram como regimes autoritários podem ser construídos de forma gradual e quase imperceptível


O estudo do filme “A Onda” aconteceu nesta segunda-feira, 17.  Alberto Vieira, Douglas Pezzin e Gabriel Salvatti foram os apresentadores do evento, que liderados pelo associado Marcelo Mendonça, simularam a formação de um regime autoritário, fazendo alusão a fatos que marcaram o enredo do filme.


“A Onda” retrata o experimento de um professor que tenta mostrar aos seus alunos o poder da manipulação e os impactos de um regime autoritário, desde a obrigação do uso de uniformes, até o controle do comportamento dos alunos em sala de aula.


Para corroborar com a apresentação, o grupo convidou o professor e empresário Gabriel Tebaldi para uma participação. “Na lógica da história cíclica, podemos perceber que alguns modelos políticos, sociais, culturais e econômicos são comumente reapresentados após certo período de tempo. Com o passar de uma geração, e o silêncio da anterior, novos grupos são facilmente movidos e levados a ideias já superadas quando estas assumem uma nova roupagem que responde aos anseios mais imediatistas da época.”, disse Tebaldi. 


4 visualizações