top of page
  • Líderes

6 Efeitos Imediatos da Visita Americana a Taiwan

Artigo de Opinião - Por Leonard Batista, Associado III do Instituto Líderes do Amanhã


No dia 02 de agosto de 2022, o mundo foi surpreendido com uma escalada das tensões entre EUA e China. O motivo? A vista de Nancy Pelosi (Presidente da Câmara Americana) a Taiwan. A ilha taiwanesa tem forte relação econômica com o país chinês, que hoje é seu principal parceiro comercial. Com o objetivo de avaliar os efeitos imediatos do principal evento geopolítico do momento, o presente artigo lista 6 ocorridos desde então.


1. Exercícios Militares Chineses – A força militar chinesa declarou que exercícios “regulares” serão realizados na costa de Taiwan. O fato dá força a rumores que o governo da China deseja colocar em prática seu plano de “reunificação da China” e consequente dominação da ilha taiwanesa.


2. Resposta Militar Taiwanesa – Mais de uma dezena de navios e aeronaves de guerra chineses e taiwaneses se movimentaram no Estreito de Taiwan. O acontecimento representa uma resposta de Taiwan à China e é visto com muita atenção pelas demais nações.


3. Movimentação Militar Americana - Os Estados Unidos movimentaram parte de sua frota de bombardeiros para a Austrália, o que reduz em mais do que a metade o tempo em que podem chegar à China. O movimento é visto como estratégico, uma vez que permite aos aviões americanos se deslocarem até o território asiático e retornar sem necessidade de reabastecimento.


4. Sanções Chinesas - Wang Yi (ministro dos Negócios Estrangeiros da China) anunciou um pacote de sanções a Nancy Pelosi e familiares próximos, após a visita da líder do Congresso norte-americano a Taiwan. A ação tem como principal objetivo coibir novas ações semelhantes, ao mesmo tempo que demonstra cuidado com as relações diplomáticas com os EUA.


5. Elevação do Risco – Até julho de 2022, a relação entre EUA e China não previa risco para a geopolítica mundial mesmo com as tensões históricas. Após a visita de Nancy Pelosi a Taiwan, o risco foi elevado para “amarelo”, que significa “situação potencialmente perigosa”. Após a utilização de mísseis balísticos chineses em águas japonesas, o risco evoluiu para “laranja”, que por sua vez significa “perigo real”.


6. Redução da Cooperação – Após a visita americana a Taiwan, a China suspendeu a cooperação com os Estados Unidos em áreas como segurança e meio ambiente. Ações como a comunicação entre líderes militares, reuniões de trabalho entre Ministérios da Defesa e reuniões do Acordo Consultivo Marítimo Militar, foram canceladas unilateralmente por Pequim. Considerada uma das vitórias do governo Biden, a atuação conjunta entre EUA e China sobre mudanças climáticas também foi suspensa.


Assim a visita da Presidente da Câmara dos Estados Unidos durou apenas até o dia 03 de agosto de 2022, mas foi o suficiente para deixar o governo chinês no mínimo “incomodado”, principalmente após Palosi “se comprometer com a solidariedade e saudar sua democracia”. Na visão da principal economia asiática, “os Estados Unidos estão violando a soberania da China sob o pretexto da democracia”. A disputa por poder e influência geopolítica continua, agora com as duas principais economias do mundo como protagonistas. Somente o tempo irá nos dizer quais efeitos serão produzidos de tal conflito.


Leonard Batista, Associado III.

3 visualizações0 comentário
bottom of page